Brincadeira paralela

Por que os bebês se ignoram? 

Os bebês levam um tempo para começar a interagir uns com os outros. Geralmente eles são muito autocentrados e se ignoram mutuamente. Isso pode ser muito frustrante para pais de primeira viagem.
 
Antes de 1 ano os bebês são muito observadores. Eles examinam a tudo e a todos e já percebem que bebês e crianças são diferentes de adultos. Mas eles simplesmente não brincam juntos. Fique tranqüila, isso é normal e logo seu bebê estará brincando com seus amiguinhos.

Até que isso aconteça o bebê passa por um estágio intermediário, a chamada brincadeira paralela. Nessa fase, que se inicia por volta dos 12 meses, o bebê começa a brincar ao lado de outras crianças ou dos irmãos, mas não junto com eles.

Eles brincam um ao lado do outro ou de costas um para o outro, prestando pouca ou nenhuma atenção a quem está ao seu lado. Eles gostam de estar juntos e podem se divertir vendo o outro brincar de vez em quando, mas na maioria das vezes, cada um está interessado somente no que ele mesmo está fazendo.

Mesmo assim agendar com outros pais encontros entre seus filhos para brincar é muito importante para o desenvolvimento da criança.

Logo depois vem a fase da brincadeira associativa, na qual as crianças realmente brincam juntas. Este é um tipo de brincadeira desestruturada, em que não há regras, mas duas crianças falam uma com a outra e usam os mesmos brinquedos. Os limites de atenção e paciência são curtos e os egos imperam, por isso não espere que a diversão dure mais do que cerca de meia hora na maioria dos casos. 

Finalmente, aproximadamente entre os dois anos e meio e os três anos, a partir da idade pré-escolar, a forma de brincar do seu filho se tornará mais colaborativa. É só nessa fase que os pares de fato vão se tornar mais interessantes para as crianças. As brincadeiras passam a ter regras, são compartilhadas e passam a fazer sentido para nós.

Veja também:

Deixe uma resposta