Todo dia é dia de usar fantasias

Fantasia da Sininho

A partir dos três anos, todas as meninas e meninos entram em uma fase em que adoram usar fantasias. As preferidas das meninas são as de princesas e fadas e as dos meninos as de super-heróis. Eles não têm a menor vergonha e querem ir fantasiados a todos os lugares, todos os dias.

Fantasia do Homem AranhaSegundo os especialistas isso é normal e importante pois fortalece o ego da criança e ajuda a desenvolver a personalidade. Nessa idade as crianças misturam fantasia e realidade. Ao mesmo tempo que percebem que são pequenos, acreditam que com a fantasia adquirem a força e as habilidades dos heróis e princesas para enfrentar os desafios do dia-a-dia.

Segundo a psicóloga Maria Teresa Soares Eutrópio* dos 3 aos 6 anos de idade, a criança passa pelo chamado período da fantasia, da imaginação, do pensamento mágico. Uma varinha tem para ela poderes reais e uma capa do Batman lhe confere muita força. Nesta fase, independente do uso de fantasias compradas ou criadas em casa, toda criança exercita sua imaginação e sua criatividade através dos jogos simbólicos. Através das brincadeiras e da imitação, elas exercitam papéis sociais, expressam seus conflitos, seus medos e suas habilidades. Ao se fantasiar e imitar seus personagens favoritos, a criança vive a ilusão de ser ou ter aquilo que desejaria para se sentir mais forte, mais protegida, mais segura e, em alguns casos, até mais amada e mais valorizada. Fantasia de CinderelaEsse é um processo natural que ajuda ela a se expressar, se fortalecer, se exibir e aprender a enfrentar os obstáculos do cotidiano. Tal processo pode também compensar aquilo que a criança imagina que lhe falta. Desta maneira, o fraco fica forte, o medroso fica corajoso, o pobre fica mais rico e a que se sente feia torna-se a mais bela do mundo.

A partir dos 7 anos, as crianças já conseguem diferenciar com maior clareza a fantasia da realidade e necessitam menos dos recursos analógicos para se expressar. Continuam gostando de usar fantasias, mas com menos freqüência e sabendo que estão fantasiados e não acreditando que são os personagens.

Entre na brincadeira com seu filho e aproveite essa fase maravilhosa. Muitas vezes apenas os acessórios já fazem a mágica. Capas, varinhas, espadas, perucas são a maior diversão.

 
Fantasia de Mulher Maravilha
Dicas:

Na hora de comprar uma fantasia lembre-se que ela será usada o dia inteiro e muitas vezes, então opte por fantasias bem confortáveis, leves e resistentes.  As da SulAmericana constumam agradar bastante as crianças.

No Rio de Janeiro existe a Casa Turuna, loja especializada em fantasias e acessórios. Lá você encontra de tudo. Ela fica na Rua Senhor dos Passos, 122 no Centro.

 Fantasias também são um ótimo presente em qualquer época do ano.

 * Maria Teresa é Psicoterapeuta de Família, Crianças e Adolescentes e Diretora do ABRANGENTE – Centro Mineiro de Terapia Breve. 

Veja também:

Deixe uma resposta